segunda-feira, maio 28, 2012

PASSAGEIROS À DERIVA NOS RIOS


Em que pese uma significativa parcela da população ter saído da miséria, nos últimos anos, segue ainda apropriado o termo cunhado há décadas para o Brasil: “BELÍNDIA”. Um país dividido em duas realidades diametralmente opostas. De um lado, seletos setores dominando um processo historicamente concentrador de riqueza, sejam públicos ou privados, com nível de desenvolvimento, renda e consumo similares à Bélgica. De outro, a imensa maioria da sociedade, com uma carga de impostos semelhante ao referido país, mas com serviços e padrão de vida equivalente aos da Índia.

Esse “estado de coisas” de nossa nação tupiniquim tem origem na alienação e dependência cultural, política, social, econômica e ambiental da própria sociedade. Nessa esteira, os meios de comunicação, com raras exceções, operam subservientes para a manutenção do “status quo” vigente. Entretanto, eventualmente, somos surpreendidos com matérias interessantes, como a do jornal O GLOBO, reproduzida integralmente abaixo.

Assim, abstendo-me das questões políticas que impulsionaram a referida reportagem, vale a saudação: “Viva à mídia, quando faz o relevante trabalho de expor as mazelas brasileiras na busca por soluções”.

Transporte fluvial, utilizado por 12 milhões de pessoas, é o único sem regulação no Brasil, por Liane Thedim.
Fonte: Agência O GLOBO. Crédito Marcia Foleto
MANAUS E BELÉM — ‘Quando chego, é só amor, né?’. Assim Roberto Martins resume sua vida, a maior parte passada sobre o Rio Amazonas. O auxiliar de convés de 31 anos trabalha há quatro anos no barco Amazon Star, que faz o trajeto regular Manaus-Belém: 1.584 quilômetros em inacreditáveis cinco dias. Na volta, é ainda pior — seis dias, porque a correnteza joga contra, mais dois dias parado no porto. Ou seja, a cada 12 dias, Roberto passa três noites em casa, na capital paraense. No barco, já viu de tudo. Afinal, pelo menos 30 mil pessoas viajam por ano na embarcação, que tem capacidade para 750 passageiros. Mas, até hoje, o que mais o impressiona é a romaria de trabalhadores que vão tentar a vida na capital amazonense:
— A maioria vem do Maranhão. Vai “pra” Manaus, fica na rua, cai nas drogas e volta com a roupa do corpo. Consegue que alguém pague a passagem. Só de olhar a gente já sabe.

Na Amazônia, os rios são as estradas. Segundo a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), eles serviram de caminho a 12 milhões de pessoas em 2011, em embarcações de 132 empresas, fora as milhares que trafegam à margem da fiscalização. No entanto, apesar do grande alcance, praticamente não há dados disponíveis sobre o modal, o que, para especialistas, é um retrato do descaso com que é visto pelo governo. Não há concessão de linhas, como acontece em ônibus, trem e avião. O governo apenas autoriza as empresas a operarem determinado trajeto e são elas próprias que decidem os locais de parada e com que regularidade vão operar. Não há, portanto, metas de atendimento ou controle de tarifas.
— É o único transporte público sem regulação no Brasil — diz Floriano Pires, professor de Engenharia Oceânica da Coppe/UFRJ.

A viagem do GLOBO no Amazon Star começou na quarta-feira, dia 16 de maio, com atraso: prevista para as 16h, a saída de Manaus aconteceu às 17h, com 145 passageiros a bordo, dos quais, 50 fariam o trajeto ponta a ponta. No total, ao longo das paradas, 500 pessoas passaram pelo barco. Entre os passageiros, muitos iam visitar parentes ou voltavam para casa e optaram pelo barco por ser mais barato. A passagem no salão das redes, espécie de alojamento com cerca de 300 metros quadrados e espaço para 300 pessoas, sai por R$ 150 na baixa temporada, sem limite de bagagem. De avião, a viagem leva duas horas e custa de R$ 300 a R$ 1.200, dependendo da data, com máximo de bagagem de 20 quilos. Na alta temporada, em junho, a passagem nas redes custa o dobro: R$ 326. Mas havia também os que escolheram a longa viagem por turismo, para ver de perto o maior rio do mundo, ou simplesmente por medo de avião.
— Vim refrescar a cabeça, avião é “pra” quem tem pressa — diz o operador de guindaste Luciano Barros, de 32 anos, que ia com a mulher e a sogra para Belém, onde pegaria um ônibus para o Maranhão. — Na primeira vez que andei de avião, fiquei com as mãos e os pés tremendo.

Banheiros sujos e calor irritam usuário.
Histórias não faltam. Como a de dona Ana Santana da Silva, de 69 anos, cearense que pagou R$ 100 para voltar de rede de Parintins, onde visitou uma filha — “Tive 17 filhos, mas só criei dez, os outros morreram ainda bebês” —, para Belém. De lá, pegaria um ônibus para o Maranhão. O alagoano Roberto, de 34 anos, que não quis ser fotografado nem revelar seu sobrenome, voltava de um garimpo na selva venezuelana e levava, amarrado à cintura, uma bolsa com o ouro e o dinheiro que conseguiu guardar. Por isso, não quis ir de avião. Ele conta que dormiu seis meses em uma cabana de madeira. O baque veio quando a febre começou:
— Fui internado no hospital da Cruz Vermelha e o exame deu que eu estava com malária e dengue hemorrágica ao mesmo tempo. Aí falei pra mim mesmo: “Vou embora, vou morrer no Brasil” — recorda ele, que ainda tomava os remédios durante a viagem.

Já a paraense Marilu Cunha, 49 anos, cantora de bolero com dez CDs gravados, pagou caro pelo seu pânico de avião: R$ 1 mil para viajar na única suíte do barco que tem cama de casal e cerca de 25 metros quadrados, e mais R$ 1 mil para levar seu carro. Sua maior reclamação era da comida:
— O almoço é precário.
Banheiros imundos, ar-condicionado que não funcionava regularmente — o calor nas redes muitas vezes era infernal —, barulho durante toda a madrugada. Nas conversas, as queixas são recorrentes. O medo de furtos de bagagem (as malas ficam amontoadas embaixo da rede do dono) é geral. Mas o clima pesou mesmo na terceira parada, em Óbidos (PA), onde uma operação da Força Nacional e da Polícia Federal revirou o barco em busca de drogas, armas, tráfico de pessoas, de animais e biopirataria. Encontraram um carro roubado no andar de carga, levado por um rapaz que dizia ter 16 anos mas não tinha documentos, além de seis caixas de mercadorias sem nota fiscal. Foi provavelmente o único momento de silêncio dos cinco dias.

Entre os passageiros, o que mais se comentava era o momento em que o barco sai do Amazonas e entra no chamado estreito de Breves, conjunto de pequenos rios e ilhas que dá acesso à cidade de mesmo nome, no Pará. Quando avistam o barco, dezenas de ribeirinhos remam em suas canoas a toda velocidade para se aproximar e pedir roupas e dinheiro. Muitos já vão preparados e, num ritmo frenético, jogam as doações em sacolas. Depois, vêm os que vendem frutas. A cena é impressionante: com o barco em movimento, conseguem amarrar a canoa e subir a bordo.
Cinco dias e quatro noites depois, o cansaço é visível na chegada.
— É muito demorado... Acho que consigo passagem baratinha “pra” voltar de avião, é só ficar olhando no computador — sonhava Francisco Brito da Silva, 55 anos, que levava 50 quilos de bagagem e de Belém iria de ônibus até Juazeiro do Norte (CE) ver a família.


Fonte:
·        Jornal O GLOBO
·         ANTAQ

35 comentários:

  1. Engraçada essa reportagem, eu e mais um colega fizemos uma fiscalização deslocada em Parintins, e essa embarcação foi um dos alvos. O procedimento fiscalizatório gerou um relatório no qual foram apontadas uma série de irregularidades a serem corrigidas e explicadas pela empresa, a jornalista viu tudo, fotografou, perguntou a respeito das funções da ANTAQ, entretanto, não comentou nada na reportagem!!! Porque será?

    ResponderExcluir
  2. A reportagem, não é apenas sensacionalista, mas também tendenciosa, pois não denuncia fatos bem mais gritantes como a negligência dos gestores públicos, ao não prover a região com terminais hidroviários adequados, onde além da movimentação segura dos passageiros, haja também fornecimento de energia de terra, evitando dessa forma o corte do fornecimento de ar condicionado, nas áreas climatizadas, o que na maioria das vezes ocorre nos terminais de cidades como Santarém, onde as paradas são mais longas, devido à grande quantidade de mercadorias e equipamentos a descarregar, e ou, carregar.
    O item alimentação abordado, é muito subjetivo, pois cada pessoa tem o paladar e olfato diferentes, o que é ruim prá um, é tolerável e até normal para outros; a jornalista não abordou por exemplo, a manipulação no preparo dos alimentos, tampouco questionou a procedencia dos alimentos servidos, acondicionamento dos alimentos "in natura" prá definir que é de má qualidade, não questionou por exemplo o preço cobrado pelas respectivas refeições, optou simplesmente por repetir reclamações, falou de oitiva, portanto; considero tendenciosa no entanto, pelo fato de ela haver passado CINCO DIAS À BORDO , nessa viagem e o faro jornalístico dela, não haver atentado para a comprovação dos fatos reclamados, pelo menos ela não divulgou isso.
    Claro que ainda há muito a melhorar nesse modal de transporte coletivo de passageiros, porém, não é esse descaso todo estampado, na tendenciosa reportagem em tela.
    Sds.
    SILAS NEGRÃO

    ResponderExcluir
  3. Prezado Allana, bom dia. Sou leitor de suas matérias.
    A questão é ampla, envolvendo desde aspectos jurídico-normativos relacionados à atuação da ANTAQ, e passando, inexoravelmente, por ações de governo, como provimento e manutenção
    de infraestrutura portuária e aquaviária; e acesso a recursos para renovação - com melhorias de projeto e atualização tecnológica -da frota amazônica do transporte aquaviário interestadual de passageiros e misto, de competência fisc/regulatória da ANTAQ.

    ResponderExcluir
  4. Discutir, apontar, descrever, tudo isso para se melhorar o transporte hidroviário.

    O caminho é este, melhorar no que for possível os itens descritos.

    ResponderExcluir
  5. Ainda querem nos mandar em fiscalizações, neste modal de transporte, recebendo meia diária, ou ainda, sem diária nenhuma.

    ResponderExcluir
  6. No entanto, existem movimentos das normas da NORMAM 2 em vigor recentemente e da ANTAQ no sentido de melhorar a situação, o que só pode ser feito gradativamente em função do tamanho do território abrangido. Conscientização é palavra chave, e a UFAM também colabora neste campo.

    A norma de acessibilidade publicada, inserida na NORMAM 2, para embarcações e instalações de passageiros, NBR 15.450, apoiada pela MB, ANTAQ, Inmetro e Sec. de Direitos Humanos caminham neste sentido. As fiscalizações crescerão em paralelo, pois após publicações de normas vem as fiscalizações.

    Entendi este post no blog como um convite para a sociedade conversar sobre este assunto muito importante, afeto a tantas pessoas.

    ResponderExcluir
  7. Diante desse clamor da sociedade, faz-se necessário ações que visem melhorar esse modal, entre eles, mais fiscalizações, linhas de crédito para os armadores - através do fundo da marinha mercante- para modernização da frota, subsídio aos armadores para aquisição do combustível, padronização das embarcações, modernização dos terminais hidroviários, linha de crédito para os estaleiros da região -através do FNO- para ampliação e modernização da indústria naval local; Campanha de divulgação dos direitos dos passageiros em toda a Amazônia; disseminar entre a massa crítica da sociedade que o setor é regulado, dessa forma não surgirá "professor" da COPPE/UFRJ mal informado, que nunca navegou pela região, tenha espaço na mídia.

    sds
    Chunda

    ResponderExcluir
  8. "A viagem do GLOBO no Amazon Star começou na quarta-feira, dia 16 de maio, com atraso: prevista para as 16h, a saída de Manaus aconteceu às 17h,"
    "Cinco dias e quatro noites depois" =+-5 DIAS, VEZES 24 HORAS É IGUAL 120 HORAS, O QUE É UMA HORA A MAIS OU UMA HORA A MENOS?

    SDS

    CHUNDA

    ResponderExcluir
  9. Otimizar é melhorar no que for possível, cada pequena melhoria conta.

    ResponderExcluir
  10. Puro sensacionalismo! pois existe regulação. Ela, até, pode não efetiva e eficaz, mas existem normas regulando o setor. Lamentável.

    ResponderExcluir
  11. Vale a pena ler: ABNT NBR 15.450 - Acessibilidade de passageiros no sistema de transporte aquaviário.

    ResponderExcluir
  12. After I originally commented I clicked the -Notify me when new comments are
    added-

    checkbox and now every time a remark is added I get four emails with the identical comment.


    Is there any approach you possibly can remove me

    from that service? Thanks!

    Also visit my blog - oecd spain employment

    ResponderExcluir
  13. I’d have to test with you here. Which is not one

    thing I often do! I get pleasure from studying a put up that
    may make people think. Additionally, thanks for

    allowing me to comment!

    my web site ... please click the following webpage

    ResponderExcluir
  14. of course like your web site but you have to check
    the

    spelling on quite a few of your posts. Several of them are rife with spelling problems

    and I find it very troublesome to tell the truth
    nevertheless I’ll definitely come

    back again.

    Here is my website; tablet hotels andalusia spain

    ResponderExcluir
  15. Spot on with this write-up, I really suppose this web site needs

    rather more consideration. I’ll probably be again
    to read much more, thanks for that info.

    Here is my web blog - spain biggest water park

    ResponderExcluir
  16. Hey very cool blog!! Man .. Beautiful .. Amazing ..
    I will bookmark your

    site and take the feeds also…I am happy to find so many useful

    info here in the post, we need work out more strategies in this regard, thanks for

    sharing. . . . . .

    Also visit my homepage; Manendupahariya.Blogspot.fr

    ResponderExcluir
  17. When I originally commented I clicked the -Notify me when new feedback are added-


    checkbox and now each time a remark is added I get four emails with the same comment.


    Is there any means you'll be able to take away me

    from that service? Thanks!

    My blog :: weather forecast dyce

    ResponderExcluir
  18. I'm writing to

    make you be aware of what a outstanding encounter my girl

    went through visiting your webblog. She noticed several things, which include what it's like to have an ideal

    coaching mindset to get the rest really

    easily have an understanding of certain hard to do issues.
    You truly did more than my desires.

    Thanks for showing these effective, trustworthy, edifying and as
    well as unique thoughts on your topic to Kate.

    My homepage; www.fffin.com

    ResponderExcluir
  19. Wonderful work! This is the kind of info that are supposed to be shared around
    the internet. Shame on the seek engines for not positioning
    this put up higher! Come on

    over and discuss with my web site . Thanks

    =)

    Review my website ... Articleoutlaw.Com

    ResponderExcluir
  20. Would you be focused on exchanging

    hyperlinks?

    Here is my weblog ... australians buying real estate new zealand

    ResponderExcluir
  21. I'm so happy to read this. This is the type of manual that needs to be given and not the random misinformation that's at the other blogs.

    Appreciate your sharing this greatest doc.

    Take a look at my web site ... eesun.free.fr

    ResponderExcluir
  22. Its like you read my mind! You seem to know so much about this, like you wrote the book in it or

    something. I think that you can do with a few pics to drive the message home a little bit, but

    other than that, this is wonderful blog. A

    fantastic read. I will definitely be back.

    Here is my website http://www.diysolarheatingspain.com/

    ResponderExcluir
  23. Greetings from Carolina! I'm bored to death at

    work so I decided to browse your blog on my iphone during lunch break. I

    love the knowledge you present here and can't wait to take a
    look when I get home. I'm

    shocked at how quick your blog loaded on my mobile .. I'm not
    even using WIFI,

    just 3G .. Anyways, very good site!

    Review my weblog :: servicemembersunderground.com

    ResponderExcluir
  24. Hello.This post was extremely remarkable, especially


    because I was looking for thoughts on this subject
    last

    Friday.

    Feel free to surf to my web site - Planning Altea

    ResponderExcluir
  25. Very good blog! Do you have any suggestions for aspiring writers?
    I'm planning to start my own site

    soon but I'm a little lost on everything. Would you propose starting with a free platform like

    Wordpress or go for a paid option? There are so many options out there that I'm totally

    overwhelmed .. Any tips? Thanks a lot!

    Here is my webpage telmexhub.mx

    ResponderExcluir
  26. Have you ever considered about including a little bit
    more than just your articles? I mean, what you say

    is valuable and everything. Nevertheless think of if you added some great photos or videos to
    give your posts more,

    "pop"! Your content is excellent but with pics and clips, this blog could

    definitely be one of the best in its niche.

    Amazing blog!

    Also visit my website :: Jk Spanish Properties

    ResponderExcluir
  27. Hi, i think that i saw you visited my website so i came to “return the favor”.
    I'm trying to find things to enhance my website!I suppose its ok to use some

    of your ideas!!

    my weblog: http://amourevens.com/profile/nancyfisher1990

    ResponderExcluir
  28. I was wondering if you ever thought of changing the page layout of your


    site? Its very well written; I love what youve got to say. But maybe you
    could a little more in the way of content

    so people could connect with it better. Youve got an awful lot of
    text for only having one or 2

    pictures. Maybe you could space it out better?

    Also visit my page :: www.authenticlinks.com

    ResponderExcluir
  29. I just couldn't depart your site prior to suggesting that I extremely enjoyed the standard information a person provide for your visitors? Is going to be back often to check up on new posts

    Look at my page - gearhost.com

    ResponderExcluir
  30. I think other website proprietors should take this site as an model, very clean

    and great user friendly style and design, as well as the

    content. You are an expert in this topic!

    Also visit my web site - alicante leather jackets

    ResponderExcluir
  31. That is very interesting, You are an overly skilled blogger.
    I've joined your feed and stay up for searching for extra of your magnificent post. Additionally, I've shared your site in


    my social networks!

    my blog; holiday Costa Blanca

    ResponderExcluir
  32. You are a very clever individual!

    Here is my homepage: http://www.costablancaspain.us

    ResponderExcluir
  33. Today, I went to the beach with my kids. I found a sea shell and gave it to my 4 year

    old daughter and said "You can hear the ocean if you put this to your ear." She put the shell to her ear and

    screamed. There was a hermit crab inside and it pinched her
    ear. She never wants to go back! LoL I know this is

    completely off topic but I had to tell someone!

    Feel free to visit my blog post ... cars to spain

    ResponderExcluir
  34. I know this if off topic but I'm looking into starting my own blog and was wondering what all is

    needed to get setup? I'm assuming having a
    blog like yours would cost a pretty penny? I'm not very

    web smart so I'm not 100% positive. Any suggestions or advice

    would be greatly appreciated. Thank you

    Also visit my homepage :: hire cars spain reviews

    ResponderExcluir
  35. I know this if off topic but I'm looking into starting my own blog and was wondering what all is

    needed to get setup? I'm assuming having a blog like yours would cost a pretty penny?
    I'm not very

    web smart so I'm not 100% positive. Any suggestions or
    advice

    would be greatly appreciated. Thank you

    Also visit my web site - hire cars spain reviews

    ResponderExcluir